Vândalos

Uma notícia triste para todos os buddhistas brasileiros foi saber que na semana passada, em Curitiba, houve um ato bárbaro de vandalismo contra o Dharma. Entre 14 mil metros quadrados de área verde situa-se a bela Praça do Japão, uma homenagem à imigração japonesa em Curitiba. Em seu centro ergue-se um belo templo japonês no estilo tradicional, onde naquela mesma semana nos reunimos para conversar sobre a vida e obra de Nagarjuna. O templo, além de servir como memorial atraindo visitantes diários, é também local de reunião da comunidade zen de Curitiba. É possível ver fotos da praça aqui, bem como a bela estátua de Buddha Shakyamuni que se situa ao lado do templo.

Pois bem, no sábado à noite, 17 de junho, a estátua foi arrancada de sua base de concreto e simplesmente jogada na água. Não foi apenas a estátua, mas o respeito e a educação que foram afogados nesse ato vil de inconsciência, um reflexo da situação brasileira que se deteriora à frente de nossos olhos.


Aqueles leitores das Folhas que morem em Curitiba e que souberem da atual situação da estátua, são convidados a escreverem um nota na seção de “comentários” bem abaixo dessa mensagem.

E para aqueles em busca de fotos mais amenas, algumas da bela ilha em Florianópolis, no recente ciclo de estudos por lá.

2 thoughts on “Vândalos

  1. Ricardo, tomei informações com o Vitor Caruso do Ciência Meditativa e ele me passou o seguinte:A estátua ja está em seu lugar original.
    Diferentes tradições religiosas estarão neste domingo 02/07), na praça do Japão, em ato de união pelo respeito à fé do próximo. Haverá também a tenda com comida e doces japoneses. Faça de seu almoço de Domingo, uma ação de cidadania.
    Esta convocação está sendo feita pela URI (Iniciativa das Religiões Reunidas), Comunidade Zen-Budista de Curitiba e Assoc. Ciência Meditativa de Cultura de Paz.
    Abraço, Fátima

Os comentários estão fechados.