Austrália, Reino Unido e União Buddhista Européia


Mais três declarações enviadas por amigos:

da Australian Sangha Association
da União Buddhista Européia
e aqui a posição oficial do Primeiro Ministro Britânico a respeito.

Ah, como seria bom ouvir algum elemento do governo brasileiro dar uma opinião oficial, ou ter qualquer posição….

Em tempo, aqui a declaração do CBB.

2 thoughts on “Austrália, Reino Unido e União Buddhista Européia

  1. Esse governo é sempre amigável e parceiro das ditaduras, veja as relações brasileiras com a Venezuela de Chaves, China, Cuba de Fidel…

    A pouco tempo atrás, teve o episódio dos dois pugilistas cubanos que foram deportados e entregue ao ditador amigo, em situação de claro desrespeito aos Direitos Humanos, uma vergonha…

    Mianmar??? Burma??? Se pedir ao Celso Amorim para localizar no mapa, não sabe nem onde fica…

  2. Mas o Brasil já se pronunciou, como sempre, do lado errado.
    Deu na Folha de São Paulo de 28/09/2007:
    “Celso Amorim, disse que o Brasil não adotará sanções unilaterais contra Mianmar”.

    O ministro acredita que sanções poderiam levar a Junta a tomar medidas ainda mais drásticas para provar sua autonomia.

    Bem, talvez isso seja a proverbial “cordialidade” brasileira, que nos impede de criticar qualquer ação de um governo estrangeiro.

    Paulo

Os comentários estão fechados.