Qual o seu brinquedo?

já escolheu o seu?

Aqui uma dica do professor de dharma Godwin Samaratne sobre o que fazer com nossos brinquedos:

Dificilmente conseguimos uma oportunidade de passarmos algum tempo sozinhos conosco. Portanto, às vezes é útil passar algum tempo completamente sozinho consigo próprio e ver como você se relaciona com você. Algumas pessoas não parecem gostar da sua própria companhia! Elas não conseguem se suportar por mais do que alguns minutos. Parece que elas não se acham pessoas interessantes, elas são chatas. Portanto é muito importante fazer uma conexão consigo próprio e nesta situação ver se você consegue relacionar-se com você como sendo seu melhor amigo.

Tornamo-nos muito dependentes de coisas externas para a nossa alegria e felicidade. Chamo-as de brinquedos. Embora sejamos crescidos temos os nossos brinquedos, e sem esses brinquedos ficamos completamente perdidos. Às vezes a nossa vida inteira é só mudar de um brinquedo para outro, como crianças, pensando que talvez este brinquedo nos dará prazer e logo descobrindo que ele não nos dá prazer algum; assim a nossa vida inteira é empregada na troca de um brinquedo por outro. Gostaria de sugerir que meditação é aprender a ser o seu próprio brinquedo, para que vocês possam achar-se interessantes e divertidos. Podemos curtir os dramas que passam nas nossas próprias mentes. Não temos de assistir na TV, podemos nos divertir assistindo a nossa própria TV desse modo. Temos tantos canais! Então, esse é um aspecto da meditação individual e ao ar livre“.

Nosso agradecimento ao Jorge F. por atender ao convite para traduzir este trecho.