Cingapura pela Paz

Cingapura

A introdução do livreto escrito por um grupo de buddhistas de Cingapura a respeito de como se comportar diante de pessoas que tentam nos converter para a sua religião. Mais tarde elas serão reunidas e aparecerão no site do Nalanda.

Cingapura valoriza nossa harmonia multirracial e multirreligiosa. Nas comemorações do Dia Nacional de 2009, o Primeiro Ministro Lee Hsien Loong demonstrou inquietação quanto à manutenção da harmonia religiosa em Cingapura.

Ele indicou que o proselitismo agressivo de uma religião sobre as outras pode se mostrar prejudicial para nossa sociedade. O Primeiro Ministro Lee destacou a importância de se manter a harmonia racial e religiosa por meio da tolerância e da moderação, tanto quanto da preservação do espaço comum que todos os cingapurianos dividem.

O objetivo deste livro é apoiar buddhistas que estão enfrentando proselitismo em seu lugar de trabalho, escola ou mesmo em casa, de modo que eles possam manter sua opção religiosa com compaixão e sabedoria.

No espírito de respeito mútuo, nós, um grupo de buddhistas das áreas de aconselhamento, recursos humanos, assistência social e docência, desenvolvemos este material para dividir com companheiros buddhistas. Não temos o desejo nem a intenção de provocar nenhum tipo de desconforto. Queremos deixar claro que os pontos de vista neste material são exclusivamente nossos.

Buddhistas, como todo mundo, querem felicidade e não querem o sofrimento. Em Cingapura, nós somos capazes de viver bem e praticar nossas religiões. Com esse objetivo, possa Cingapura e os cingapurianos continuar seguros, prósperos e desfrutando de um ambiente compassivo para si e para todos“.

Trad: Paulo S.