A Contribuição Original do Buddha

No final do mês de agosto teremos na Comunidade Buddhista Nalanda, a muito esperada visita de um distinto amigo de muitos anos, o diretor da renomada universidade indiana de Nalanda. O Dr. Panth estará pela primeira vez no Brasil, a meu convite, para compartilhar ensinamentos, práticas meditativas e experiências nos grupos Nalanda de Belo Horizonte e Curitiba. Uma grande honra para nós! Aqui, um trecho de um de seus artigos:

“Sila, samadhi e pañña formam os componentes básicos do ensinamento do Buddha. Eles são os elementos fundamentais da sua missão de ensino, que durou quarenta e cinco anos. Mas são esses aspectos constituem a sua única contribuição à civilização humana? São esses elementos da revelação do Dhamma os pontos-chave pelos quais o Buddha deveria ser lembrado? Um exame atento do Tipitaka sugere que não.

Se investigarmos o respeitado passado da Índia, descobriremos que, na época do Buddha e mesmo antes, existiam outros pensadores que acreditavam e propagavam os conceitos de sila, samadhi e pañña, mesmo que não fosse de um modo sistemático. Para os andarilhos espirituais, esses professores usualmente recomendavam juntamente com sila, samadhi e pañña, a prática de vários ritos e rituais. Conseqüentemente, esses três itens não foram identificados e pregados apenas por Gotama, o Buddha. Encontramos referências a eles no Brahmajala-sutta, Samannaphala-sutta, etc., o que destaca o fato de que existiam seitas que enfatizavam a prática de sila para a purificação das ações físicas e verbais“.

Dr. Ravindra Panth


dhanapala

Este é o blog pessoal de Ricardo Sasaki (Dhanapala), psicoterapeuta, palestrante e professor autorizado na tradição buddhista theravada e mahayana, tradutor, autor e editor de vários livros, com um grande interesse na promoção e desenvolvimento de meios hábeis que colaborem na diminuição real do sofrimento dos seres, principalmente aqueles inspirados nos ensinamentos do Buddha. Dirige o Centro de Estudos Buddhistas Nalanda e escreve no blog Folhas no Caminho. É também um dos professores do Numi - Núcleo de Mindfulness para o qual escreve regularmente. Para perguntas sobre o buddhismo, estudos em grupo e sugestões para esta coluna, pode ser contactado aqui.