A Harmonia entre o Estudo e a Prática

Preste Atenção!

Podemos ter uma compreensão teórica, podemos ter uma prática tecnicamente correta, porém ainda essas duas coisas serão vazias se não trabalharem juntas e harmonicamente. Com isso poderemos ter uma experiência profunda daquilo que praticamos e entendemos. Pativeda é um nível bem mais alto. Ele envolve qualidades da mente que nem sempre percebemos serem necessárias. Uma dessas qualidades é a mente curiosa. É preciso ter uma curiosidade cada vez mais intensa em relação ao que é a vida. Se você não tem isso a sua prática se torna um hábito e você simplesmente senta ou faz um dos vários exercícios de forma habitual. Nossos conhecimentos também se solidificam em belas teorias, às quais você se apega e imagina serem a verdade final.

Então é necessário este esforço de tentar compreender de uma forma vivencial e isso é algo que cada um tem de desenvolver por si mesmo. Podemos estudar ou ter outras pessoas e livros que nos ajudam a compreender. Podemos frequentar grupos e professores, os quais oferecem instruções importantes sobre como praticar; mas com pativeda estamos por conta própria. Não há nada que o outro lá fora possa fazer por você. A menos que tenhamos essas qualidades e esse esforço em querer compreender, nada vai acontecer.

dhanapala

Este é o blog pessoal de Ricardo Sasaki (Dhanapala), psicoterapeuta, palestrante e professor autorizado na tradição buddhista theravada e mahayana, tradutor, autor e editor de vários livros, com um grande interesse na promoção e desenvolvimento de meios hábeis que colaborem na diminuição real do sofrimento dos seres, principalmente aqueles inspirados nos ensinamentos do Buddha. Dirige o Centro de Estudos Buddhistas Nalanda e escreve no blog Folhas no Caminho. É também um dos professores do Numi - Núcleo de Mindfulness para o qual escreve regularmente. Para perguntas sobre o buddhismo, estudos em grupo e sugestões para esta coluna, pode ser contactado aqui.