Buddhismo & o Seculo 21 – p.5

Continuando o relato de como foi a Conferência Internacional Buddhismo e o Século 21, realizada na Índia no começo desse mês, chegamos ao último dia com a abertura da sessão pelo Ven. Bodhipala. O Dr. B.L.Mugenkar começou apresentando um interessantísismo sumário da abordagem de Babasaheb Ambedkar em prol do Buddhismo. Ambedkar foi uma das personagens mais influentes da Índia moderna em termos políticos e sociais, lutando incansavelmente contra o sitema de castas e pela igualdade e liberdade das camadas mais pobres. Ele tem, aliás, uma importância específica para o Buddhismo, já que deu início aos movimentos de conversão em massa ao Buddhismo dos indivíduos sem casta como forma de mudança social.

Ramakrishna Rao, do Concílio Indiano de Pesquisa Filosófica, veio logo a seguir com o tema “Identidade e Inclusão na filosofia social de Gautama” numa ótima análise da abordagem social no Buddhismo. Seguindo com o tema da igualdade, Lobzang Tsewang de Ladakh falou sobre a “Abordagem Buddhista para a Igualdade entre os Gêneros“, mostrando a igual oportunidade pela Iluminação em ambos os sexos no Buddhismo antigo, mahayana e vajrayana.

Já Kalpakam Sankarnarayan apresentou o muito interessante trabalho sobre “A Mulher no Buddhismo Indiano – passado, presente e futuro” com base no clássico antigo Therigatha. A sessão terminou com o Ven. Rahul Bodhi falando sobre o trabalho social sendo feito em Mumbai (Bombaim) pelos monges buddhistas de lá.

dhanapala

Este é o blog pessoal de Ricardo Sasaki (Dhanapala), psicoterapeuta, palestrante e professor autorizado na tradição buddhista theravada e mahayana, tradutor, autor e editor de vários livros, com um grande interesse na promoção e desenvolvimento de meios hábeis que colaborem na diminuição real do sofrimento dos seres, principalmente aqueles inspirados nos ensinamentos do Buddha. Dirige o Centro de Estudos Buddhistas Nalanda e escreve no blog Folhas no Caminho. É também um dos professores do Numi - Núcleo de Mindfulness para o qual escreve regularmente. Para perguntas sobre o buddhismo, estudos em grupo e sugestões para esta coluna, pode ser contactado aqui.