Buddhismo & o Seculo 21 – p.6

A última sessão da Conferência, presidida pela Dra. Adelheid Herrman-Pfandt, teve como tema a “Conservação e Preservação da Arte, Cultura e Herança Buddhistas”, e foi iniciada com o trabalho de Kimiaki Tanaka do Eastern Institute de Tokyo com o tema “Como Preservar a Iconografia – uma database de imagens de mandalas usando a computação gráfica”. Esse é um trabalho gigantesco feito pelo professor Tanaka usando tecnologia topo de linha na preservação e análise de mandalas e thankas preservadas pela Hahn Foundation da Coréia. S.B. Hettiaratchi veio do Sri Lanka para apresentar “Cooperação Internacional na Conservação e Preservação da Arte Buddhista com Especial Referência ao Sri Lanka”, ocasião em que apresentou vários slides sobre a situação arqueológica dos monumentos buddhistas da ilha de Lanka. Chirapat Prapandvidya veio da Thailândia para apresentar os templos da Thailândia entre o 9 e 12 séculos, com especial referência ao Templo Phimai. A sessão foi concluída pela excelente apresentação de Yojana Bhagat de Mumbai sobre o “Chaityagruha Buddhista à Luz do Século 21”. A Dra. Yojana, arquiteta e meditante, através de uma séria de slides dos chaityas buddhistas da Índia fez uma análise arquitetônica acompanhada de uma relação com os estados meditativos. O Sr. Tripathi proferiu as palavras finais de encerramento da conferência, seguida por cânticos tradicionais de monges Theravadas e Tibetanos, tal como foi feito também no início da conferência.

Um convidado especial ficou de dar a palestra final do evento, o governador de West Bengal, Gopala Gandhi, nada menos que o neto de Mahatma Gandhi, que nos brindou com uma brilhante palestra. Assim, encerrou-se a Conferência Internacional “Buddhismo & o Século 21”.

dhanapala

Este é o blog pessoal de Ricardo Sasaki (Dhanapala), psicoterapeuta, palestrante e professor autorizado na tradição buddhista theravada e mahayana, tradutor, autor e editor de vários livros, com um grande interesse na promoção e desenvolvimento de meios hábeis que colaborem na diminuição real do sofrimento dos seres, principalmente aqueles inspirados nos ensinamentos do Buddha. Dirige o Centro de Estudos Buddhistas Nalanda e escreve no blog Folhas no Caminho. É também um dos professores do Numi - Núcleo de Mindfulness para o qual escreve regularmente. Para perguntas sobre o buddhismo, estudos em grupo e sugestões para esta coluna, pode ser contactado aqui.

2 Comments

  1. Oi Fátima, não tem uma regularidade, pois tais conferências são singulares. Essa foi em comemoração aos 2550 anos do Parinibbana do Buddha, então imagino que daqui 50 anos deve ter uma outra comemorando os 2100… 😉 Sim, fui o único da América do Sul/Central. Abraço

  2. Ricardo, de quanto em quanto tempo acontece a Conferência Internacional? São realizadas reuniões preparatórias nos países que participam? Do Brasil só vc participou?
    Abraço, Fátima

Comments are closed.