Como lidar com experiências desagradáveis

Como você reage a sensações desagradáveis?
Um ensinamento do prof. de dharma Godwin Samararatne, traduzido pela equipe de tradução do Centro Buddhista Nalanda:

O que acontece em nossa meditação é que gostamos e queremos apenas experiências agradáveis, positivas, e então começamos a não gostar, resistindo ao que consideramos como experiências desagradáveis. Sendo assim, essas são duas reações, e essas reações podem criar sofrimento na meditação. Se quisermos apenas experiências agradáveis, experiências positivas em nossa prática, mas tivermos experiências desagradáveis e negativas, nós não gostaremos delas. Assim, eu sinto que em nossa prática de meditação é extremamente importante o relacionamento tanto com as experiências que consideramos agradáveis como com as desagradáveis.

Sinto que realmente podemos aprender muito com o que consideramos experiências desagradáveis. Do mesmo modo na meditação, se pudermos aprender a nos relacionarmos com essas experiências desagradáveis de um modo positivo, então em nosso cotidiano poderemos aprender a nos relacionar com situações desagradáveis independentemente da forma que elas surjam. Porque é natural que em nossa vida diária, nas situações cotidianas, experiências desagradáveis surjam, assim como em nossa meditação. Em nossa vida cotidiana, se pudermos ver essas experiências também como objetos da meditação, então poderemos aprender algo realmente muito importante, como lidar com essas situações desagradáveis da vida diária, especialmente aprender a lidar com emoções desagradáveis. Pode ser medo, pode ser raiva, pode ser tristeza, pode ser culpa; de qualquer modo que surjam, creio que é muito importante aprendermos como lidar com elas“.

dhanapala

Este é o blog pessoal de Ricardo Sasaki (Dhanapala), psicoterapeuta, palestrante e professor autorizado na tradição buddhista theravada e mahayana, tradutor, autor e editor de vários livros, com um grande interesse na promoção e desenvolvimento de meios hábeis que colaborem na diminuição real do sofrimento dos seres, principalmente aqueles inspirados nos ensinamentos do Buddha. Dirige o Centro de Estudos Buddhistas Nalanda e escreve no blog Folhas no Caminho. É também um dos professores do Numi - Núcleo de Mindfulness para o qual escreve regularmente. Para perguntas sobre o buddhismo, estudos em grupo e sugestões para esta coluna, pode ser contactado aqui.