Compartilhando o Dhamma ao norte

*

Já é a quinta vez que venho a Portugal: 2007, 2008, 2009, 2010. Dessa vez mais um programa de aulas, meditação e retiro. O programa começou na cidade do Porto, com a Fátima muito gentil organizando tudo por aqui. A palestra “Os Sinais Celestiais e Quatro Meditações Essenciais” aconteceu no Clube Literário, no último andar de um edifício de três andares bem às margens do rio d`Ouro. Super agradável. A idéia foi de explorar o tema das quatro coisas que o Buddha viu antes de abandonar a vida no palácio e se dedicar ao caminho, e que mais tarde ficaram conhecidas como os 4 Sinais Celestiais. Tais sinais podem ser instrumentos poderosos para nossa transformação interior e que podemos utilizar em nossas vidas diárias.

Nosso amigo Antonio que veio de Braga ao norte e a Conceição que veio de Oeiras lá embaixo ao lado de Lisboa para participar dos três dias de ensinamentos, me levaram para Braga, onde Cristina já estava pronta para nos receber! A palestra “Um Novo Modo de Ver as Quatro Nobres Verdades descobertas pelo Buddha” foi realizada no Banyan, o gostoso espaço de Tai Chi da Nani, e alguns membros à distância também apareceram como Yvone e Cláudia. Muito frequentemente alguns associam o Buddhismo com uma visão pessimista da vida, devido ao fato de enfatizar a existência do sofrimento na vida humana. Isso é uma má compreensão do sentido mais profundo da descoberta do Buddha. Durante esta noite discutimos a forma tradicional de apresentação, bem como uma forma diferente de entender as Quatro Nobres Verdades descobertas pelo Buddha. Encerramos com um chá e boas conversas sobre lugares de Portugal e até sobre “pedras parideiras”. Ganhei uma!!

No dia seguinte, via região do Minho e praias da costa, chegamos em Aveiro, onde Pedro já estava nos esperando. À noite pudemos encontrar outros conhecidos como Luis, Isabel, Elza e Silvia, e no espaço de yoga do Sitarama explorar o tema “Princípios de Convivência Harmoniosa, segundo o Buddha”, baseado-nos numa certa ocasião em que um rei perguntou ao Buddha o que fazia um grupo forte e o que poderia enfraquecê-lo. As lições que o Buddha deu sobre convivência harmoniosa podem ser aplicadas para nossa experiência contemporânea em qualquer agrupamento de pessoas, nosso grupo de amigos, de trabalho, família, etc.

Finalmente partimos para Vila Nova de Gaia para o retiro de final de semana, onde pudemos meditar com o tema de samatha, vipassana e as técnicas de exame interior da vida.

No total, uma ótima semana de compartilhamento do Dhamma, boas conversas, boa comida, paisagens e amizade.

dhanapala

Este é o blog pessoal de Ricardo Sasaki (Dhanapala), psicoterapeuta, palestrante e professor autorizado na tradição buddhista theravada e mahayana, tradutor, autor e editor de vários livros, com um grande interesse na promoção e desenvolvimento de meios hábeis que colaborem na diminuição real do sofrimento dos seres, principalmente aqueles inspirados nos ensinamentos do Buddha. Dirige o Centro de Estudos Buddhistas Nalanda e escreve no blog Folhas no Caminho. É também um dos professores do Numi - Núcleo de Mindfulness para o qual escreve regularmente. Para perguntas sobre o buddhismo, estudos em grupo e sugestões para esta coluna, pode ser contactado aqui.

One Comment

  1. Todos os temas são interessantíssimos!
    Mudita

Comments are closed.