Uncategorized

defeitos e preguiça

Será de facto uma boa qualidade isto de eu não me deixar influenciar? Estará certo que siga quase exclusivamente o caminho que me dita a minha consciência? Com toda a franqueza, custa-me compreender que alguém possa dizer “sou fraco” e se deixe ficar fraco na mesma. Se a gente conhece os seus defeitos porque não tenta então corrigi-los? Resposta do Peter: – Porque assim é muito mais cómodo. Esta resposta desencorajou-me bastante. Cómodo! Quer ele dizer que uma vida de preguiça e de auto-ilusão é uma vida cómoda? Oh, não, não, recuso-me a acreditar nisso. Não é possível que a moleza e… o dinheiro sejam tão aliciantes“. do Diário de Anne Frank

Compartilhe com seus amigosShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Comments are closed.

Powered by: Wordpress
%d blogueiros gostam disto: