Fique Atento aos Excessos

Comer em excesso até iludir a língua,
Embelezar demais o próprio corpo até o coração ficar nas nuvens,
Mimar os desejos sensuais de forma que a mente nunca pára de jogar,
Não se pode exaurir a confusão inebriada com prazeres.

Não seja excessivo e sua economia será beneficiada,
Boa saúde física e mental trará mais frutos,
Viver guiado pela vigilância e sabedoria impecáveis
faz com que se tenha muito tempo para o treinamento nas lições do Dhamma.

Com riqueza suficiente para investir em iniciativas generosas,
Enquanto que resistindo à moda da agressão barulhenta,
Não desperdiçando a riqueza mundana em meros nadas,
Provê horas mais refrescantes e renovadas que a água da fonte.

Convidemos todos os nossos queridos amigos buddhistas
A serem frugais, sabendo quando o suficiente é suficiente,
Vendo claramente que o excesso causa todo tipo de sofrimento
— A habilidade de se abster do excesso já é prazer suficiente.

por Ajahn Buddhadasa
do Calendário de Março de 2005
Traduzido do thai por Santikaro
Traduzido do inglês por Dhanapala

dhanapala

Este é o blog pessoal de Ricardo Sasaki (Dhanapala), psicoterapeuta, palestrante e professor autorizado na tradição buddhista theravada e mahayana, tradutor, autor e editor de vários livros, com um grande interesse na promoção e desenvolvimento de meios hábeis que colaborem na diminuição real do sofrimento dos seres, principalmente aqueles inspirados nos ensinamentos do Buddha. Dirige o Centro de Estudos Buddhistas Nalanda e escreve no blog Folhas no Caminho. É também um dos professores do Numi - Núcleo de Mindfulness para o qual escreve regularmente. Para perguntas sobre o buddhismo, estudos em grupo e sugestões para esta coluna, pode ser contactado aqui.

One Comment

  1. Esta ultima frase foi daquelas de anotar no meu caderninho para nao esquecer mais:

    — A habilidade de se abster do excesso já é prazer suficiente.

    Obrigada por postar esse belo texto.

Comments are closed.