Grutas e degraus

Depois de montanhas surgindo no mar e montanhas surgindo nos campos de arroz, hoje foi a vez de montanhas surgindo em meio a natureza virgem. De volta na garupa de minha motoqueira-guia-ninja, passei o dia num lugar que nem mesmo consta da ultima versao do mais famoso guia turistico do Vietnam. Ele abriu faz pouco tempo e praticamente soh os vietnamitas o conhecem.

Foram mais de quatro horas de barquinho, com um remador atras, por entre rios, e montanhas. Aguas transparentes, e visoes de picos e picos, e templos e templos…

Mas diferente de ontem, aqui ha muito mais cavernas, e elas sao muito mais extensas. Por vezes eh preciso abaixar mesmo a cabeca…


Os vietnamitas sao um povo super sorridente e cordial. Me lembra muito a Birmania, e ao contrario da Thailandia, onde o povo vai se tornando cada vez mais rude e malicioso, devido a influencia ocidental e os delirios do capitalismo, aqui todos dizem hello o tempo todo. Acompanhei um grupo de uma cidade perto daqui, e foi bem engracado. Um grupo de meninas quis tirar fotos comigo com seus celulares, sabe-se lah porque motivo. Experiencia semelhante eu passei lah em Yen Tui, soh que lah foi com um grupo de soldados que quis tambem tirar fotos um por um comigo. Devo ter ‘pousado’ uns 15 minutos….

Note-se que o vocabulario internacional de todo esse grupo limitava-se a ‘hello’, ‘merci’ e ‘au revoir’. Sim, aqui jah teve dominacao francesa e uns mais antigos ainda lembram algumas coisas. Lembram-se do pao frances levissimo do comeco da viagem? Alias, o pao aqui eh bem melhor do que o de Hanoi.


Na volta, mais barco, mais montanhas e mais templos. Claro, no meio teve mais montanha para subir.

De lah, fui para outro local, Hoa Lu, uma antiga capital por volta do seculo 11, com dois belos templos construidos por reis. Vejam se gostam dessa foto de um de seus santuarios:

Confesso que jah estou meio cansado de subir degraus e mais degraus todos os dias. E para nao perder o habito, minha motoqueira-ninja me levou para esse monte ai abaixo, mais degraus pra subir…

Um belo templo lah em cima, um grande sino, uma bela vista. Olhem como fica bonita a bandeira buddhista.

Amanha descansarei e depois devo ir a Hanoi, para ainda algumas coisas a fazer por lah. Ate!

dhanapala

Este é o blog pessoal de Ricardo Sasaki (Dhanapala), psicoterapeuta, palestrante e professor autorizado na tradição buddhista theravada e mahayana, tradutor, autor e editor de vários livros, com um grande interesse na promoção e desenvolvimento de meios hábeis que colaborem na diminuição real do sofrimento dos seres, principalmente aqueles inspirados nos ensinamentos do Buddha. Dirige o Centro de Estudos Buddhistas Nalanda e escreve no blog Folhas no Caminho. É também um dos professores do Numi - Núcleo de Mindfulness para o qual escreve regularmente. Para perguntas sobre o buddhismo, estudos em grupo e sugestões para esta coluna, pode ser contactado aqui.

One Comment

  1. Não deixe de subir e descer os degraus, dependemos do seu esforço pra fazer a viagem virtual! Tudo muito lindo. Abs. Fátima

Comments are closed.