KARUNA

… compaixão, ausência de dano, vontade de suportar a dor dos outros

Karunā deve ser praticada com sabedoria (panna). É um pensamento de paz e de ausência de vontade em causar dano, com a intenção de diminuir a dor de outros seres que não são tão afortunados quando comparados conosco.

No apogeu desta prática, deveremos mesmo ir ao ponto de sacrificar a própria vida de modo a aliviar o sofrimento dos outros. Tem a característica de uma mãe amorosa, cujos pensamentos, palavras e ações sempre tendem a aliviar o sofrimento do seu filho doente.

O objetivo de Karuna é ajudar a eliminar o elemento da crueldade. O cultivo de Karuna não se limita às palavras – a ação também conta. A compaixão é o fator motivador da tomada de votos de Bodhisatta.

Devemos ser capazes de identificar os sentimentos de perturbação emocional causados pelo sofrimento dos outros enquanto pena e desgosto e não karuna. Karuna, como as outras três virtudes nos Brahma Viharas, é uma qualidade mental positiva.

~ uma tradução de Isabel H.

dhanapala

Este é o blog pessoal de Ricardo Sasaki (Dhanapala), psicoterapeuta, palestrante e professor autorizado na tradição buddhista theravada e mahayana, tradutor, autor e editor de vários livros, com um grande interesse na promoção e desenvolvimento de meios hábeis que colaborem na diminuição real do sofrimento dos seres, principalmente aqueles inspirados nos ensinamentos do Buddha. Dirige o Centro de Estudos Buddhistas Nalanda e escreve no blog Folhas no Caminho. É também um dos professores do Numi - Núcleo de Mindfulness para o qual escreve regularmente. Para perguntas sobre o buddhismo, estudos em grupo e sugestões para esta coluna, pode ser contactado aqui.