vietnam2008

Montanhas nos campos de arroz

Se o paraiso eh de algum modo parecido com o lugar em que estive hoje, entao vale a pena fazer boas acoes para passar um tempos por la. Mas vamos por partes, comecando das preliminares antes de chegar lah.
Minha guia hoje eh uma motoqueira. Ninja, pelo modo como amarra o lenco no rosto. Nosso primeiro objetivo fica a uns 30 e poucos quilometros para visitar uma catedral. Isso mesmo: o padre vietnamita Six construiu em 1891 uma imensa catedral, mais edificios adjacentes, em pleno periodo catolico frances, numa mistura de estilos chines, vietnamita e europeu. Todo o conjunto eh muito bonito, vejam algumas fotos:


Essa acima eh da capela de um edificio adjacente. A principal eu deixo pra depois…

De lah, prosseguimos, sempre por entre campos de arroz e plantacoes de amendoim, cruzando por inumeros patos e bufalos. A Lim dirige bem, com calma e vai parando sempre que desejo tirar umas fotos. Tendo lido um pouco sobre o Vietnam, pergunto a ela sobre um local que ficaria perto da catedral. Ela nunca foi lah, e depois de algumas indagacoes, nos encontramos num mosteiro buddhista num estilo meio chines. Ha uma grande estatua de Kwan Yin na frente e varias salas interiores. Aqui uma das fotos que tirei, mas as mais bonitas deixo para depois:

Agora eh hora de partir para o objetivo principal do dia de hoje. Enquanto Ha Long (que falei pra vcs que era como ‘pedrinhas’ jogadas ao mar por alguma divindade) foi um ‘mar’ de montanhas sobre o mar, agora onde chego eh como um ‘mar’ de montanhas sobre campos de arroz. O pequeno barquinho, remado por um casal, por duas horas faz curvas pelo rio que corta os campos de ‘com’ (arroz), revelando cenarios impressionantes de montanhas que surgem por todos os lados. Sao as mesmas montanhas de Ha Long agora fazendo amizade com o simbolo da riqueza na Asia. O arroz eh simbolo de energia e riqueza. Quem tem arroz, nao tem preocupacoes.


Pelo caminho passamos por picos habitados por cabras solitarias, pequenos templos e tres cavernas, a maior delas com 127 metros de extensao. Sao fotos demais para mostrar aqui. Eis apenas algumas:





Mas terminada a viagem, ainda tem uma ultima surpresa. Minha guia motoqueira me leva uns 2km adiante e diz que eu tenho que subir no topo desse lugar aqui, e que a visao de la de cima vale a pena:

Mas serah que esse corpo velho e cansado consegue subir mais essa montanha?? E serah que a visao vale mesmo a pena? Nao estou muito confiante a esse respeito. Enfim, depois de um dia inteiro pra lah e pra cah comeco a subir com ideia de me sentir feliz se chegar na metade… A metade vista de cima:

Lah no topo eh isso que vejo de um dos lados. Entao, o que acham, valeu a pena?


Compartilhe com seus amigosShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

10 Comments

  • 03/06/2008 - 11:44 am | Permalink

    Tudo é uma questão de perspectiva, não, Marcelo? Quero visitar esses canyons de brócolis!

  • 02/06/2008 - 4:05 pm | Permalink

    Aqui no sul tem vários cânyons. Uma vez um amigo meu, vendo um deles de cima (Cânyon Malacara) disse que as árvores, beeem lá embaixo, pareciam “brócolis”! 🙂

    Grande viagem!

    Marcelo
    Caxias do Sul/RS

  • 24/05/2008 - 9:11 am | Permalink

    Muito lindo, que viagem!
    Tenho acompanhado a sua viagem caladinha, tem sido muito gratificante partilhar de toda essa beleza. Obrigada por mais esse presente.
    Ivone.

  • Selma
    24/05/2008 - 1:57 am | Permalink

    Muito lindo!

  • 23/05/2008 - 6:43 pm | Permalink

    Valeu a pena.

  • 23/05/2008 - 2:56 pm | Permalink

    Oi pessoal! Pela primeira vez estou tendo acesso ao blog. Obrigado a todos pelos comentarios. Luide, se precisar a foto numa versao de maior definicao basta mandar um email que te mando para seu papel de parede.

  • Luide
    23/05/2008 - 2:43 pm | Permalink

    Vou deixar a última foto deste post como papel de parede.

  • Anonymous
    23/05/2008 - 2:37 pm | Permalink

    Pela vista, tudo deve ter valido a pena. São fotos da natureza muito lindas.

    Abraços,

    Celso Carrera

  • Anonymous
    23/05/2008 - 2:36 am | Permalink

    Uau, tudo de verdade é? Belíssimos lugares. Abs. Fátima

  • 23/05/2008 - 1:41 am | Permalink

    Nunca pensei, talvez até por um certo preconceito, que o Vietnan fosse um país tão bonito.

  • Comments are closed.

    Powered by: Wordpress
    %d blogueiros gostam disto: