Uncategorized

Nalanda IV

Hsuan-tsang em Nalanda

“Hsuan-tsang partiu da China em 627 d.C. e retornou em 645 d.C. Viajou 10.000 milhas e passou 10 anos na Índia. Ele foi muito calorosamente recebido em Nalanda e estudou com o grande filósofo Silabhadra. Na época, a Universidade possuia mais de 1.500 professores, cuidando e guiando 10.000 alunos. Os cursos de estudo incluíam escrituras das escolas Mahayana (novas) e antigas, textos brahmânicos como os Vedas e temas seculares como hetu-vidya (lógica), sabda-vidya (gramática), chikitsa-vidya (medicina), sadagama-kala, escultura, kosa, pintura, metalurgia e silpa-sastra. A Universidade tinha três grandes bibliotecas: Ratnasagara, Ratnaranjaka e a Ratnodadhi de nove andares.

Além de descrever os vários mosteiros e templos que lá encontrou, Hsuan-tsang fez uma longa lista de outros monastérios e stupas que visitou. Carregou consigo 657 sutras de volta para a China e traduziu muitos deles do sânscrito para o chinês. No seu retorno, estabeleceu sua própria escola de pensamento buddhista.

Nalanda já havia adquirido nessa época uma celebridade espalhada por todo o oriente como um centro de estudos profundos buddhistas e de atividades educacionais. Dentro do pequeno período de trinta anos desde a partida de Hsuan-tsang, nada menos que onze viajantes chineses e coreanos foram registrados como tendo visitado Nalanda”.

Comments are closed.

Powered by: Wordpress
%d blogueiros gostam disto: