thailandia2008

O monge que queria ser feio

Conta-se que na época do Buddha havia um monge muito belo. Tao belo era que doaçoes fluíram profusamente por onde quer que ele fosse. Isso, se dizia, era devido aos imensos méritos que ele havia acumulado no passado. Sua beleza era tal que muitos que chegavam ao mosteiro confundiam-no com o próprio Buddha, tamanha a radiancia que dele emanava. E foi assim que ele se envergonhou de tudo isso. Como podiam se enganar e confundi-lo com o excelso Mestre? O monge, entao, fez um voto de que gostaria de ser feio. Nao, ele nao mais queria ser tao belo e ser confundido com o Buddha. E assim foi. Ele se tornou uma figura feia e gorda, mas na memória do povo ele foi imortalizado como aquele monge de virtudes imensas, capaz de cativar coraçoes e atrair a generosidade das pessoas, o belo monge que escolheu uma aparencia desagradavel para nao ser confundido com o Buddha.

E ainda hoje ele é lembrado, aparecendo nos altares dos templos e atraindo doaçoes. Na foto acima, a imagem dele que ganhei no primeiro dia ao chegar no mosteiro onde me encontro. Vai pro nosso altar no Nalanda. Na foto ao lado a que se encontra num dos altares do templo. Algumas de suas representaçoes sao bem exageradas, mas essa dai que ganhei, achei bem simpática. O que vcs acham? Nao parece bem bonachao e simpático?

No mais, é excelente estar em Bangkok e ao mesmo tempo longe da confusao e tráfego intenso do centro. Aqui está quente, e por vários dias nao choveu. Mas ontem a noite deu uma boa chuva, a qual temporariamente refrescou um pouco. As confusoes políticas porque a Thailandia passa sao localizadas e nao se espera que afetarao a conferencia. Até o momento está tudo confirmado. Amanha tem varios programas interessantes…

Compartilhe com seus amigosShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

5 Comments

  • Anonymous
    07/09/2008 - 9:24 pm | Permalink

    Pois é, ele pode ter se transformado externamente, ficou um pouco gordinho e um pouco feinho, mas continuou cativando os corações. O meu pelo menos tá conquistado! Ele é muito fofo e a história dele é bela! Ele é belo!
    No Dhamma,
    Josane

  • 06/09/2008 - 2:54 pm | Permalink

    Alias, falo o nome da universidade de olhos fechados, pois jah a conheco ha muitos anos. Ganhei medalha?

  • 06/09/2008 - 2:53 pm | Permalink

    Oi Jorge. Nao, a estoria do Buddha Gordo estah aqui:
    http://folhasnocaminho.blogspot.com/2006/01/buddha-gordo.html

    Fernando. Acabei nao indo para o Wat Yannawa ver a palestra, pois cheguei com os fusos “alterados”. Mas por coincidencia encontrei-o hoje aqui, em outra palestra. Logo mais eu conto.

  • Anonymous
    06/09/2008 - 2:49 pm | Permalink

    Sim, lembra Maytrea.

    E aí Ricardo, já decorou o nome da Universidade?:)

    Aos amigos que quiserem conhecer o mosteiro onde o Ricarsdo está, segue um link interessante:

    http://thailandforvisitors.com/central/bangkok/yannawa/yanawa_gal.html

    Metta,

    Fernando

  • 06/09/2008 - 1:51 pm | Permalink

    então, essa é a história do “Buda” gordinho…?!!

  • Comments are closed.

    Powered by: Wordpress
    %d blogueiros gostam disto: