Os três ímpetos:


Há um aspecto muito simples no ensinamento do Buddha relacionado com o comportamento humano. Diz-se que os seres humanos têm três ímpetos que os levam a agir de determinadas maneiras. Um é a ganância, outro é o ódio e o mais sutil e difícil que é a ilusão. Todos temos estes três ímpetos dentro de nós e Buddha disse que, a menos que e até ultrapassarmos completamente a nossa subjugação a estes apetites, ainda estaremos loucos. Relacionamo-nos com o mundo lá fora, com o mundo externo através de um mundo privado que nós próprios construímos. Noutras palavras, estamos a ser subjetivos e não objetivos.

Nosso problema é que levamos este mundo louco e subjetivo muito a sério; nós acreditamos que ele seja verdadeiro. Se vocês puderem realmente entender que estamos vivendo em um mundo assim, um mundo cheio de ilusão, cheio de pesar, cheio de ódio; que vivemos em um mundo onde os seres humanos são imperfeitos, simplesmente porque ainda são humanos; então, vocês aprenderão a ver a si mesmos e aos outros de uma forma completamente diferente. Eu diria que isso é a verdadeira amorosidade. Quando vocês virem as deficiências e falhas de outras pessoas e vocês puderem se lembrar de que vocês e elas estão vivendo em um mundo subjetivo colorido com tanta ilusão, então vocês se relacionarão com elas com mais compreensão, tolerância e compaixão.

Um ensinamento do prof. de dharma Godwin Samararatne traduzido pela equipe de tradução do Centro Buddhista Nalanda.

Gostou deste artigo? Inscreva-se em nosso boletim para receber notícias por email sobre novos textos selecionados, eventos, cursos online e lançamentos de livros. Enviamos no máximo 1 email por semana.

dhanapala

Este é o blog pessoal de Ricardo Sasaki (Dhanapala), psicoterapeuta, palestrante e professor autorizado na tradição buddhista theravada e mahayana, tradutor, autor e editor de vários livros, com um grande interesse na promoção e desenvolvimento de meios hábeis que colaborem na diminuição real do sofrimento dos seres, principalmente aqueles inspirados nos ensinamentos do Buddha. Dirige o Centro de Estudos Buddhistas Nalanda e escreve no blog Folhas no Caminho. É também um dos professores do Numi - Núcleo de Mindfulness para o qual escreve regularmente. Para perguntas sobre o buddhismo, estudos em grupo e sugestões para esta coluna, pode ser contactado aqui.

One Comment

Comments are closed.