O verdadeiro amigo do homem

Não, não é seu cachorro. A menos que você acredite que para ser seu amigo alguém deva abanar o rabo toda vez que você apareça ou alguém seja capaz de repetir inúmeras vezes o mesmo movimento ou reação a tudo o que você faz ou diz – como ir pegar aquela bolinha de borracha ad […]

In Memoriam: Karuna Dharma & Sankarnarayan

Neste ano duas mulheres significativas para o Buddhismo e para mim faleceram. Escrevo aqui como homenagem e para deixar uma lembrança para mim mesmo de seu papel. Após visitar o Rev. Gyomay Kubose em Chicago, iniciei uma longa viagem de ônibus pelo oeste americano, fazendo paradas em diversas cidades. Atravessei os estados de Illinois, Iowa, […]

buddhistas devem usar perfume, jóias, etc?

Um dia desses me fizeram uma pergunta interessante, se uma praticante buddhista deveria pintar os cabelos, unhas, usar perfume, joias, etc, uma vez que tais coisas podem induzir ao desejo, apego e vaidade. A resposta que cada pessoa adotará depende, como em tantos outros casos, de escolhas e entendimentos individuais. O preceito de abster-se do […]

A tolice do eu

Uma das palavras mais importantes de toda a doutrina buddhista é talvez uma das mais desconhecidas: idappaccayatā. Tan Ajahn diz que: “Os quatro significados de dhamma – natureza, leis da natureza, deveres de acordo com as leis da natureza e os devidos resultados – estão todos incluídos no significado único da palavra Idappaccayatā (a Lei […]

Quando os homens mudam o Vinaya

Para aqueles não familiarizados com a formação da comunidade monástica buddhista, pode parecer estranho a existência de um corpo de regras (Vinaya) presente numa doutrina que tão comumente é associada com a liberdade. Aos olhos modernos, muito frequentemente ‘liberdade’ é poder fazer o que quiser, seguir os ditames da própria vontade e desejos, e nada […]

“Quatro Vias do Poder” (iddhipāda)

Dentre as mais magníficas ferramentas estão as “Quatro Vias do Poder” (iddhipāda). Essas quatro vias ou bases são estimuladoras da estabilidade mental. A primeira delas é o desejo e as atividades volitivas ligadas ao esforço. O Buddha incentiva que o caminho espiritual seja movido pelo desejo. Vemos aqui novamente o uso do desejo no sentido […]

Prática enquanto Ferramenta e Objetivo

“Há dois tipos de dhamma: dhamma como ferramenta e dhamma como objetivo desejável de prática. Por exemplo: as Quatro Vias do Poder (iddhipāda) são um dhamma como ferramenta; e as Nobres Vias-Nobres Frutos (magga-phala) e o ‘nibbāna’ são dhammas como objetivo desejável. Entretanto, alguns dhammas como os preceitos (sīlas) podem ser classificados em qualquer uma […]