Resolvendo os problemas

O Dhamma pode resolver todos os problemas que o mundo cria, mas não pode solucioná-los por si mesmo”, diz Ajahn Buddhadasa. Todos estão à procura de soluções. Soluções para a crise ecológica, para o problema da fome, para as dificuldades nos relacionamentos humanos, para a tensão e a violência; problemas não faltam para resolver. O problema é que as pessoas querem apenas as soluções e não o esforço em praticar o caminho que leva à sua resolução final. Religião, filosofia, terapia, ou qualquer outra coisa que se tome como geradora de soluções não são instrumentos mágicos. Todas dependem de nós. O Dhamma não pode resolver os problemas do mundo por si mesmo.

Tan Ajahn diz: “O mundo cria problemas através de kilesa (impurezas); ele não pode combater kilesa com kilesa. Dessa forma, problemas como a crise atual do mundo devem ser solucionados através do uso do dhamma”. Como buscamos soluções prontas e não o nosso engajamento ativo, isso resulta que as impurezas mentais não são atacadas, mas apenas suas conseqüências no mundo. Não compreendendo como o mundo (físico, social e mental) funciona, focamos na superfície e esquecemos das raízes.

dhanapala

Este é o blog pessoal de Ricardo Sasaki (Dhanapala), psicoterapeuta, palestrante e professor autorizado na tradição buddhista theravada e mahayana, tradutor, autor e editor de vários livros, com um grande interesse na promoção e desenvolvimento de meios hábeis que colaborem na diminuição real do sofrimento dos seres, principalmente aqueles inspirados nos ensinamentos do Buddha. Dirige o Centro de Estudos Buddhistas Nalanda e escreve no blog Folhas no Caminho. É também um dos professores do Numi - Núcleo de Mindfulness para o qual escreve regularmente. Para perguntas sobre o buddhismo, estudos em grupo e sugestões para esta coluna, pode ser contactado aqui.