buddhadasa

Sangha são os irmãos mais velhos

O site de Buddhadasa Bhikkhu em português tem sido muito bem recebido pela comunidade brasileira e internacional. Vários artigos já estão em preparação para serem acrescentados. Um agradecimento especial ao time do Dharmanet, pela chamada na página central, e a todos os que direta ou indiretamente ajudaram e ajudam na sua melhoria e divulgação. As visitas ao site têm sido acima das esperadas, incluindo visitantes de vários países.

Os leitores assíduos das Folhas, devem ter notado que mudamos o tagboard de mensagens aí do lado, o qual vinha sendo assolado por spammers. A nova caixa de msgs está aí quase vazia, então deixem alguma msg para ela não ficar triste e para vermos que ainda alguém lê essas folhas 😉

Três frases de Tan Ajahn para refletir:

@ Buddha é pai, Dhamma é mãe, e Sangha são os irmãos mais velhos. (1)

@ Buddha pode ser qualquer um que Sabe – Desperta – Floresce. (2)

@ Nenhum signifcado de Nibbana tem qualquer coisa a ver com morte. (3)

E um trecho de um artigo do The Nation da Thailândia, que logo sairá integralmente em português no site:

Interpretando os principais ensinamentos do Senhor Buddha, Buddhadasa propôs a famosa e provocativa doutrina “eu/meu” (tua ku, khong ku). O quanto ela contradiz “eu penso, logo existo”, e qual escola é a correta, está aberto ao debate, mas este Buddhismo fundamental está baseado na convicção de que todos os sofrimentos humanos iniciam com nossa ilusão ou ignorância sobre o “ego”. Nós somos possuídos pela ganância, pela cobiça, pela raiva e assim por diante, porque de alguma maneira nós pensamos erroneamente que “nós” somos “permanentes”. Esta escola ensina que, em realidade, não há nada tal qual um ego, que faz parte do mundo físico, que está constantemente em um estado de fluxo. Não há nada permanente neste universo, e a ignorância da interdependência natural de todas as coisas, alimenta um ciclo contínuo de sofrimento em nossas vidas. Se nós pudermos superar a atitude de “eu/meu”, poderemos, então, fugir do ciclo de sofrimento.

Nota: Cerca de cinco mil mortos é o resultado do devastador terremoto ocorrido na Indonésia no último sábado. Um triste fato marcando o final de maio.

Compartilhe com seus amigosShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Comments are closed.

Powered by: Wordpress
%d blogueiros gostam disto: