Sujeira

Uma afirmação frequente que sempre encontramos no Buddhismo é a de que devemos limpar nossa mente de todas as impurezas. Uma outra afirmação é a de que podemos compreender o significado mais profundo de tais impurezas e mesmo usá-las para o bem. Certamente encontrar o bem dentro de nós, mesmo nas situações mais difíceis, é uma tarefa constante e necessária. Mas certamente poucos pensaram em tomar isso tão literalmente a ponto de utilizar ‘realmente’ as sujeiras no processo criativo. Abaixo e no site, o trabalho da artista colombiana Maria Lopez e seu “Gospel of Dirt”, no processo de criar modelos de casas a partir da sujeira do aspirador de pó. Site não recomendado para quem é alérgico!

dhanapala

Este é o blog pessoal de Ricardo Sasaki (Dhanapala), psicoterapeuta, palestrante e professor autorizado na tradição buddhista theravada e mahayana, tradutor, autor e editor de vários livros, com um grande interesse na promoção e desenvolvimento de meios hábeis que colaborem na diminuição real do sofrimento dos seres, principalmente aqueles inspirados nos ensinamentos do Buddha. Dirige o Centro de Estudos Buddhistas Nalanda e escreve no blog Folhas no Caminho. É também um dos professores do Numi - Núcleo de Mindfulness para o qual escreve regularmente. Para perguntas sobre o buddhismo, estudos em grupo e sugestões para esta coluna, pode ser contactado aqui.