música Tibet

Tibet em Minas

Ontem tive o prazer de estar no coquetel de lançamento da exposição Tibet de Mariângela Chiari. Sorridente e acompanhada do marido, ela demonstrou nas fotos sensibilidade e um gosto por paisagens amplas. Nos quadros e fotos em tamanho grande, as cores ressaltam fazendo-nos sentir como se estivéssemos lá perto do povo, das cores, desertos e do mosteiro de Sera. Mariângela gosta também de fotos de portas, que para ela representam os obstáculos diante dos quais não devemos parar, mas abrir e seguir adiante. Belas portas de mosteiros. Comigo, a boa companhia da praticante Rosana e da Rev. Simone Keisen, a qual dirige um grupo zen aqui em BH. Na ocasião tivemos o prazer de encontrar Thelmo e Wagner, dois cantores pura gema de Minas. Eles chegaram a produzir Cds baseados em Carlos Drummond e Cecília Meireles. Cliquem nos links para ouvir um pouco deles!
Compartilhe com seus amigosShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

3 Comments

  • Anonymous
    17/04/2009 - 1:07 am | Permalink

    uai, eu pensei que vc tinha linkado umas fotinhas da exposição…rs

    a outra parte, respondo no post acima…hehehe

    ana

  • 16/04/2009 - 12:38 pm | Permalink

    Já estava com saudade de sua presença aqui, Ana. Apareça mais vezes!

  • Anonymous
    15/04/2009 - 8:43 pm | Permalink

    eu que ando quietinha, não resisto
    a uma ” porta, porteira, portões” e
    tudo o que elas podem significar no nosso imaginário. Depois vou ver isso com calma..hehehe

    Creio que essa ” menina” Mariangela, deve ser porreta, prestar atenção em portas…rs, e como minera ( ?) deve ser boa de prosa tb. Pena essa exposição não vir à Sampa. Eu largaria td e iria me deleitar.

    A proposito ( já que estou me manifestando) esse troço de ” seguidores públicos” é um porre, prefiro seguir boas pegadas ( no caso o blog e seus conteudos) no anonimato. È sou do tempo antigo, e tem coisas da modernidade que não dá para aderir sem mais nem menos…..

    ufa destravei, e o verbo correu solto, mais vai ficar assim…o dever ( mais um) me chama. Na calada da noite adentro essas ” portas”…rs

    gasshô

    ana

  • Comments are closed.

    Powered by: Wordpress
    %d blogueiros gostam disto: