nalandarama

Todos os lugares são tranquilos, mas isso pouco importa se

No momento estamos realizando um retiro (entre 4 e 13 deabril). Nosso centro de retiros fica numa mata, ao sopé da Serra do Rolamoça em Minas Gerais. É um lugar tranquilo, onde meditantes de todas as partes do Brasil vêm para meditar e estudar o Dhamma.

Nesta terça, dia 8 de abril sairá um novo texto no site do Nalanda que consiste de uma palestra do venerável Ajahn Chah chamada “Prática Correta – Prática Firme. Como em todas as suas palestras, os ensinamentos são muito práticos e pontuais. O trecho que abre a palestra tem muito a ver com nosso retiro agora. Ajahn Chah diz: “O Wat Wana Potiyahn aqui é certamente muito tranquilo, mas isso pouco significa se nossas mentes não estiverem calmas.Todos os lugares são tranquilos. Que alguns pareçam nos distrair é por causa das nossas mentes. No entanto, um lugar sossegado pode ser útil para nos acalmar, dando-nos a oportunidade de treinar e, assim, harmonizar com esse sossego“.

E como isso é verdade! A floresta é tranquila, mas o como sentimos só depende daquilo que nós mesmos trazemos. Daí que os retiros são tão importantes, pois mostram aos praticantes aquilo que carregam. Se raivas e ressentimentos surgem durante a meditação, e a lembrança de ações e pessoas perturbam a mente, quem as trouxe para cá? As pessoas pelas quais se nutre sentimentos prejudiciais não vieram no retiro. Então, por que você as trouxe para cá? Ansiedades e preocupações por situações futuras ainda não aconteceram, mas mesmo assim você está com elas agora. Não fica claro que somos nós que trazemos os sentimentos e os carregamos para onde quer que formos?

Nestes primeiros dois dias temos estudado um esquema de dezesseis imperfeições ensinado pelo Buddha como forma de autoanálise. Temos tomado cada uma delas, categorizando-as nas três famílias de atitudes destrutivas e praticando as três etapas que o Buddha sugere para lidar com elas.

É como Ajahn Chah diz: “Reconheçam que todos vocês vieram completamente preparados para praticar o Dhamma. Estejam em pé, sentados, caminhando ou reclinados, as ferramentas que vocês precisam para praticar foram todas providenciadas, onde vocês estiverem. Elas estão aí, assim como o Dhamma“. Esta é a fnção dos retiros, prover os meditantes com ferramentos úteis para praticar.

Comments are closed.

Powered by: Wordpress
%d blogueiros gostam disto: