Ven. Vipassi em condição irreversível

Notícias tristes para o Buddhismo no Brasil hoje. O Venerável Puhuwelle Vipassi, monge decano e respeitável, natural do Sri Lanka, que durante cerca de 20 anos serviu as necessidades espirituais do brasileiros se encontra em condição irreversível de quase morte. Pouco tempo atrás ele havia sido liberado de suas funções como monge da Sociedade Budista do Brasil, sociedade leiga onde serviu por duas décadas como monge, e vivia em Londres, Inglaterra.

Ele estava no Birmingham Maha Vihara quando na última segunda-feira foi hospitalizado mostrando um nível de açúcar cinco vezes acima do normal. Tal situação causou um massivo mal-funcionamento dos órgãos internos, condição afirmada como irreversível pelos médicos, que já propuseram a retirada de suporte vital. Ven. W. Kassapa e um outro monge jovem ordenados na mesma ocasião têm prestado assistência constante, juntamente com uma monge cingalesa.

O Ven. Vipassi é muito querido entre o povo inglês, onde viveu muitos anos e foi acolhido com alegria em seus últimos dias na terra. Foi-me dito que inspirava reverência e afeição em todos por lá, e que havia mencionado o Nalanda em sua última palestra no último domingo. Tínhamos uma relação de muito afeto e respeito pelo Venerável e ele havia visitado nosso centro de retiros em Minas Gerais um número de vezes. Foi uma pena não ter podido passar seus últimos dias no Brasil, país que dedicou incansável esforço na divulgação do Dhamma. “Um bhikkhu (monge) entra na vida sem lar”, me diz meu amigo inglês do Vihara, “e neste caso encontrou seu fim distante de seu país de origem e de seus discípulos”. O Birmingham Maha Vihara envia seus sentimentos àqueles que o conheceram, no que se junta a Comunidade Buddhista Nalanda.

Aqueles que desejarem deixar seus pensamentos e mensagens podem fazê-lo nos comentários logo abaixo desta entrada (basta clicar no link “no comment” se for o primeiro, ou em “comentários” para os seguintes) .

dhanapala

Este é o blog pessoal de Ricardo Sasaki (Dhanapala), psicoterapeuta, palestrante e professor autorizado na tradição buddhista theravada e mahayana, tradutor, autor e editor de vários livros, com um grande interesse na promoção e desenvolvimento de meios hábeis que colaborem na diminuição real do sofrimento dos seres, principalmente aqueles inspirados nos ensinamentos do Buddha. Dirige o Centro de Estudos Buddhistas Nalanda e escreve no blog Folhas no Caminho. É também um dos professores do Numi - Núcleo de Mindfulness para o qual escreve regularmente. Para perguntas sobre o buddhismo, estudos em grupo e sugestões para esta coluna, pode ser contactado aqui.

8 Comments

  1. Fui iniciado pelo Venerável Vipassi em 1 de setembro de 1997 no Templo de Santa Teresa, no Rio de Janeiro. Dele, ganhei o nome de Nandasiri, uma imagem de buda que ainda carrego comigo, uma lembrança muito feliz de seu empenho em me ensinar os preceitos budistas. Sinto muito a sua falta e gostaria de tê-lo mais presente em minha vida. O que ele plantou em meu coração levarei para todo o sempre. Até breve. Hoje tenho um blog em sua homenagem e uma tentativa de organizar uma sangha. O endereço é: http://tisarana.com.br/blog

  2. Então,

    A matéria e o tempo são fenômenos locais e, portanto, possuem dimensões finitas: isto determina a morte. A vida, todavia, manifesta-se em todas as direções e não as possui.
    Paz em vossos corações, somos humanos.
    Paz em vossas mentes, somos aprendizes.
    Silêncio!

  3. Meu primeiro mestre de meditação e pratica dos preceitos budistas, convivi com ele na SBB durante seus primeiros tempos no Brasil. Incompreendido por muitos, aceito por poucos,estava sempre partindo e nunca se sabia quando voltaria e agora de uma forma ou outra, se sabe. Tive o mérito de ve-lo um dia antes de sua derradeira partida para a Inglaterra.

  4. Missionario generoso que enobreceu a SBB-Rio e o Budismo no Brasil com respeito e benevolencia pelo nosso povo e sua tradições, sempre com humildade compartilhando o sagrado com muitas tradições religiosas e nome da paz no Brasil e no mundo e que nos deixa bons exemplos da pratica genuina do dhamma de Buddha
    De nossa parte uma corrente de gratidão e meditação do amor universal.
    Possam todos os seres serem felizes!
    Mit Mujalli
    ex-presidente SBB (era Vipassi)

  5. Obrigada Ricardo e a toda a comunidade Nalanda por ajudar a divulgar o acontecido. Estamos juntos em pensamento desejando muita paz para o Venerável neste momento. Continuamos acompanhando o estado de saúde dele em contato com os monges de Birmingham. Amanhã realizaremos um puja em sua intenção às 16h. Convidamos a todos a dedicar metta para ele em suas meditações. No Dhamma, Fabiana Gomes (SBB – RJ)

  6. Realmente muito triste essa notícia. Conheci o Ven. Vipassi logo de sua chegada ao Brasil e me lembro do fato de termos nos comunicado em língua japonesa, a qual ele dominava relativamente bem e mostrou não só um conhecimento muito grande pela doutrina do Budismo Shin, como também manifestou seu profundo respeito ao patriarca fundador de nossa tradição, o Mestre Shinran.
    Faço votos que ele encontre logo a paz do Nirvana.

Comments are closed.