Vendo o bem em nós mesmos

Ver a bondade é importante no caminho espiritual

A meditação sobre a amorosidade pode nos ajudar a aprender a ver o positivo em nós mesmos. Para isso, precisamos conscientemente trazer à tona e refletir sobre nossa bondade e as qualidades positivas que temos. Quando vemos o positivo, desenvolvemos respeito próprio, através do qual vemos mais e mais nossa própria bondade e os tipos de coisas que fazemos. Acho muito importante que desenvolvamos amor-próprio e autoconfiança porque, com o aspecto autodestrutivo em nós, perdemos a habilidade de nos apreciar.

Ver a bondade em nós mesmos pode criar muita satisfação e felicidade. Sinto que isso é muito importante no caminho espiritual. Esse é o primeiro passo da amorosidade, usar a meditação da amorosidade com o intuito de gerar muita satisfação e felicidade. E, claro, quando você está feliz, isso se torna infeccioso, podendo afetar outras pessoas. Mas o primeiro passo é obter essa satisfação, felicidade e leveza. O próximo passo é ver os seus sentimentos como impermanentes porque, quando os seguramos, eles podem causar sofrimento. É importante perceber que eles não nos pertencem. Em termos buddhistas, você vê aniccā (impermanência) e anattā, a ausência de um eu separado“.

Um ensinamento do prof. de dharma Godwin Samararatne, traduzido por Oscar S.

dhanapala

Este é o blog pessoal de Ricardo Sasaki (Dhanapala), psicoterapeuta, palestrante e professor autorizado na tradição buddhista theravada e mahayana, tradutor, autor e editor de vários livros, com um grande interesse na promoção e desenvolvimento de meios hábeis que colaborem na diminuição real do sofrimento dos seres, principalmente aqueles inspirados nos ensinamentos do Buddha. Dirige o Centro de Estudos Buddhistas Nalanda e escreve no blog Folhas no Caminho. É também um dos professores do Numi - Núcleo de Mindfulness para o qual escreve regularmente. Para perguntas sobre o buddhismo, estudos em grupo e sugestões para esta coluna, pode ser contactado aqui.